VR Critica: Enrolados

Contos de fadas com princesas, bruxas e musicas sempre foram ingredientes da formula do sucesso da Disney. Mas com o passar dos anos e a evolução dos custumes, as criações do passado ficaram marcadas como antiquadas e cafonas.

Com o estrondoso sucesso de "Shrek", da Dream Works, a Disney parece ter percebido que era preciso inovar e modificar para poder agradar
 ao novo público infantil.
Como prova da evolução, posso citar como exemplos: "Enrolados" e "Gnomeu & Juliet" (em breve).




Com o custo de US$ 260 milhões e atualmente conhecido como o desenho mais caro da história, "Enrolados" mesmo sendo uma adaptação de "Rapunzel", dos irmãos Grimm, contém algumas insemelhanças com o clássico, como por exemplo:
RAPUNZEL
1- A vilã é uma bruxa
2- Rapunzel é uma jovem comum
3-Seu salvador é um príncipe
4-Ela ressuscita seu amado ao chorar sobre seu rosto

ENROLADOS
1-A vilã é uma velha do campo
2-"Rapunzel" é uma princesa
3- Seu salvador é um ladrão salteador
4-Ela cura seu amado com o poder dos seus cabelos
Mas a diferença não para. A nova "Rapunzel" é dissimulada, sabe lutar e usa o cabelo de 21 metros como arma. Infelizmente os méritos nãosão só da Disney, tamanha criatividade para reformular o clássico, se deve ao diretor criativo da PIXAR (estúdio que fez "Procurando Nemo"), John Lesseter. Ninguém notou que "Enrolados" é o primeiro filme em 3D da Disney? (Já que a Disney comprou a PIXAR).
Segundo Lesseter, ele só estendeu seu cargo da PIXAR ao setor de animação da Disney, por que ele queria fazer "um filme da Disney para as plateias de hoje sem simplesmente copiar o passado".
VR Critica: Enrolados VR Critica: Enrolados Reviewed by VR on 08:56:00 Rating: 5

Nenhum comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...